In Beleza

Pedra de Alúmen – O início da minha procura pelo mais saudável e natural



A minha primeira procura consciente e consequente desilusão com a oferta disponível no mercado teve a ver, nem mais nem menos, do que a procura pelo desodorizante ideal para mim.
Após anos a usar uma marca conhecida de desodorizante, vendida em grandes superfícies, na sua versão sem cheiro, eis que esta foi descontinuada. Corri todos os supermercados próximos mas sem sucesso. Como não podia deixar de o usar, diariamente, iniciei uma vasta procura por um substituto “à altura”. Não foi fácil… de todo. Ou tinham cheiro, coisa que não gosto num desodorizante, ou eram anti transpirantes. Estes também não queria para usar todos os dias. Se temos glândulas sudoríparas que servem para expelir toxinas, não me parece muito natural e saudável, estar a impedir este processo. Ou então tinham inúmeras substâncias na sua composição, desde parabenos e álcool ao famoso cloreto de alumínio (o anti transpirante tantas vezes associado ao cancro da mama).
Procurei em ervanárias e em lojas de produtos naturais. Mais uma vez não estava satisfeita com a oferta. Apresentavam os mesmos “defeitos” que os dos supermercados. Cheiro, anti transpirantes ou substâncias nocivas.
Acabei por comprar um, que de todos me pareceu o menos mau. Resultado… fiz uma alergia que me deixou com as axilas a arder sempre que o tentei aplicar.
Continuei a procurar e encontrei a antiquíssima pedra de alúmen em forma de stick. Experimentei e adorei. Usámos lá em casa há mais de 6 anos e continuamos satisfeitos. Neutraliza o odor, não mancha nem estraga a roupa, deixa a pele transpirar e não tem qualquer cheiro. Dura cerca de 1 ano e custa agora cerca de 10€.
Na sua composição apenas tem alumínio de potássio, que permite a eliminação natural de toxinas, prevenindo o desenvolvimento de bactérias nocivas. Atua naturalmente para atrasar o desenvolvimento de bactérias causadoras de maus odores sem afetar o funcionamento das glândulas sudoríparas.
É aconselhado para peles sensíveis e para quem sofre de alergias cutâneas. A utilização é tão simples como molhar a pedra com água e passar nas axilas. O único inconveniente que encontrei foi o de se partir facilmente quando se deixa cair no lavatório ou no chão, inviabilizando a sua utilização, pois fica com arestas agressivas para a pele sensível da axila.

Usando este desodorizante, não só não nos contaminamos com substâncias nocivas como minimizamos a quantidade de plásticos e embalagens que utilizamos, tendo em conta a longa durabilidade do mesmo.

Related Articles

6 comentários:

  1. Olá Marta gosto muito do seu Blog. Também eu procuro utilizar produtos naturais. Quando li este artigo fiquei curiosa porque nunca ouvi falar deste produto. Seria possível me informar onde compra o produto ? Encontra-se em qualquer ervanária ? Também tenho uma dúvida; Diz no artigo que quase todos, senão todos os desodorizantes no mercado contêm cloreto de alumínio, mas este produto, como diz no artigo contêm alumínio de potássio ! N≲o é o alumínio que prejudica ? Pode-me por favor esclarecer qual a diferença ? Obrigada. Maria José. Se me quiser responder para o meu Email, é o seguinte: marijovn@gmail.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria José!
      Antes de mais agradeço muito o seu comentário. Adoro que queira saber mais sobre este desodorizante.
      Costumo encontrar este produto no "Celeiro", na "Alfacinha" (Braga), na "IdealBio" (Porto) e também em feiras onde há bancas de venda de sabonetes artesanais.
      Quanto à sua questão, este stick é uma pedra mineral 100% natural composta por um sulfato duplo de alumínio e potássio. É diferente do cloreto de alumínio que é um composto químico com propriedades anti-transpirantes que é adicionado aos desodorizantes vulgares.
      Espero ter respondido à sua dúvida!

      Eliminar
  2. Olá Marta
    Encontrei por acaso o seu Blog e estou a adorar os temas interessam-me bastante, e sempre é mais um conhecimento. Sobre o desodorizante tb o usamos cá em casa e «encontrei-o» em Espanha na rede de supermercados Mercadona, não chegou a 2 euros cada.
    Sei que não vale a pena ir ao pais vizinho de proposito mas quando acontecer é não esquecer.Como vou lá com relativa facilidade, trago sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel!
      Muito obrigada pelo seu comentário! Ainda bem que gostou ;)
      Já vivi em Barcelona e nunca os encontrei... e tantas vezes fui ao Mercadona!!
      Por cá já há cada vez mais sítios a vender, o que é óptimo!! Como escrevi no artigo já o usamos há muitos anos cá em casa!!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Obrigada por responder.
    Sobre o shampoo ainda não preparou o artigo ou será que não o encontrei.
    Estou a adorar este seu espaço, acredito que de vez em quando vou entrando e questionando sobre alguma duvida, pois estes produtos, e alimentos estão agora a aparecer e a dar que falar.... estou muito curiosa e quero ganhar mais uns conhecimentos aqui no esu espaço.
    Beijinhos e parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel!!
      Fico super feliz com os seus comentários, questões e dúvidas. Do que souber pode sempre contar comigo para a ajudar no que precisar! Não hesite em escrever.
      Sobre os champôs, o artigo prometido ainda está em standby pois ando a experimentar alguns para depois poder dar a minha opinião mas posso dizer-lhe que adoro os da Mádara. São bio e têm a embalagem 100% reciclável. No entanto ando a experimentar os sólidos, isentos de embalagem plástica e com um tempo de duração muito superior. Em breve sai o artigo!!
      BEijinhos

      Eliminar

Subscrições

subscrições