In Alimentação

6 Alternativas ao Açúcar Refinado - A Droga das Crianças (e não só)

Mãe Natureza Blog
Cada vez mais se fala sobre os malefícios do açúcar. Não tanto por engordar mas principalmente por causa do seu efeito viciante e prejudicial, chegando até a ser comparado a uma droga ilícita.
Certo é que, desde que tive necessidade de ler os rótulos de tudo o que oferecia ao Manel para comer, após um episódio grave de alergia alimentar que teve quando era bebé, apercebi-me da quantidade de açúcar que quase todos os alimentos processados tinham na sua composição.
Embora a alergia dele não tivesse sido ao açúcar, de facto fiquei muito mais consciente e alerta e tive a necessidade de arranjar alternativas mais saudáveis para nós.

É tudo uma questão de adaptação

Há mais de 3 anos que não compro açúcar branco cá para casa. E não sinto falta nenhuma dele!
Foi até curioso, que por ter reduzido a quantidade de açúcar que consumíamos, ficamos todos mais sensíveis ao sabor do açúcar e o que dantes comíamos e bebíamos e era bom, actualmente, por vezes, está demasiado doce, o que efectivamente não é muito agradável.
A diminuição da quantidade de açúcar que consumíamos começou com a substituição dos pequenos almoços que costumávamos tomar, por outros mais saudáveis, feitos em casa, tais como, papinhas de  sêmola de milho, de millet, de aveia crua ou de trigo serraceno, entre outras que em breve partilho. 
Na despensa, agora, é muito raro haver bolachas compradas. Fazemo-las nós e digo-vos que são muito mais apetitosas. Podem encontrar uma receita aqui. O mesmo se passou com os iogurtes, o pão, o leite vegetal (aveia e amêndoa) e grande parte dos alimentos processados que passaram a ser confeccionados, com muito amor, cá em casa. 
Estas medidas fizeram com que a quantidade de açúcar ingerida por cada um de nós diminuísse drasticamente. 

Os efeitos nocivos do açúcar na nossa saúde

Para adoçar, porque também gostamos de alimentos docinhos, passamos a utilizar alguns substitutos, que embora também contenham açúcares, são mais saudáveis do que o refinado, ao qual é retirado, por processos químicos, todo o valor nutricional, apresentando apenas um elevado valor calórico.
São conhecidos os efeitos nocivos do consumo do açúcar, tais como:
  • Diabetes (doença do século XXI)
  • Subida dos níveis de adrenalina nas crianças
  • Inibe a produção de hormonas de crescimento
  • Deprime o sistema imunitário
  • Irrita a mucosa intestinal
  • Acidifica o sangue
  • Promove a instabilidade emocional
  • Desmineraliza os ossos e dentes
  • Provoca hipertactividade e falta de concentração
  • Contribui para a obesidade
  • Provoca carência de vitaminas, minerais e oligoelementos

A sociedade que impinge açúcar às crianças

Com o Manel, porque ficou comigo até aos 15 meses, altura em que foi para o colégio, foi mais fácil evitar que lhe dessem iogurtes de aromas, bolacha e outros alimentos cheios de açúcar mas fico feliz por saber que, pelo menos até essa idade, só conhecia o açúcar naturalmente presente nas frutas e legumes. 
Mal começou o colégio e começou a comer iogurtes de aromas (cheios de açúcar), nunca mais quis os naturais que tanto gostava. 
Passou a ter festas de anos com bolo, a trazer sacos de gomas e rebuçados para casa, e quantas vezes, na rua, lhe ofereciam um rebuçado. Sempre me custou a perceber e passei a ter uma colecção enorme dessas guloseimas que lhe ofereciam escondidas em casa!
Quanto mais açúcar damos às crianças (e adultos) mais necessitam de comer para atingir o mesmo nível de conforto.

Acho piada quando vejo mães a darem aos seus filhos alimentos carregados de açúcar e a queixarem-se que eles não ficam quietos e que são demasiado activos e irrequietos. Porque será??
Com o meu filho, não é preciso estar presente para saber quando comeu doses industriais de doces. Basta observar o seu comportamento e perceber que a sua energia fica completamente descontrolada.

Por experiência própria, digo-vos que não é fácil fazer os outros perceberem que as nossas crianças não vão gostar mais deles por lhes darem doces e chocolates mas aos poucos havemos de conseguir. 
Para os que ainda não viram a reportagem da Visão que a RTP passou no ano passado, denominada "O açúcar é o maior veneno de damos às crianças", deixo aqui o link.

As 6 alternativas ao açúcar refinado que mais utilizamos

  1. Rapadura - É feita a partir do caldo concentrado da cana do açúcar e ao contrário do açúcar branco, é rica em nutrientes como cálcio, magnésio, ferro e potássio. É também rica em vitaminas do complexo B. Por não ser cozido a altas temperaturas, o melaço não é separado do açúcar. É produzido organicamente, sem produtos químicos. Pode ser usado para alimentar probióticos como o Kefir.
  2. Tâmaras - São capazes de substituir o açúcar em qualquer receita, substituindo o volume de açúcar pelo mesmo de tâmaras. Mesmo para quem não gosta muito, o seu sabor, nas receitas, passa desapercebido. Por cá usamos as Medjool. São tão boas que as como muitas vezes, como snack. São altamente nutritivas. Ricas em hidratos de carbono simples e complexos, ferro, potássio, cobre, magnésio e cálcio, para além de terem vitaminas A, B e C. Muitas propriedades terapêuticas são associadas ao consumo de tâmaras, entre eles a acção laxante e tranquilizante.
  3.  Açúcar de coco - Tem grande capacidade adoçante e baixo índice glicémico, ou seja, não causa picos de glicémia. É mais natural porque não é refinado nem tem a adição de produtos químicos.
  4. Geleia de arroz - É um doce não refinado que resulta da germinação do arroz e de uma fermentação enzimática. Tem elevado teor em hidratos de carbono complexos que são absorvidos lentamente, evitando os picos de açúcar no sangue. Evita a acidez no estômago e descalcificação dos ossos. Também se pode usar geleia de milho, de espelta ou de cevada (malte de cevada).
  5. Mel - É um bom adoçante natural. Fonte de ferro, zinco, vitamina C e do complexo B. Tem propriedades antibióticas e anti-inflamatórias mas exige moderação porque é muito calórico. Ajuda a prevenir e a tratar gripes e constipações.
  6. Xarope de Ácer - Era muito utilizado pelo índios para fins medicinais. É recolhido da seiva das árvores. Tem uma excelente concentração de nutrientes, incluindo polifenóis, antioxidante poderoso que protege as nossas células do envelhecimento precoce, tornando o nosso sistemas imunitário mais forte. Tem propriedades anti-bacterianas e anti-cancerígenas.

Lembrem-se que estas alternativas ao açúcar, embora mais saudáveis e muito mais interessantes nutricionalmente, continuam a ser açúcares e portanto devem ser consumidos com moderação, para bem da nossa saúde e da nossa felicidade.

Espero que este artigo tenha sido útil!
Até breve ;)


Related Articles

26 comentários:

  1. Amei o artigo!
    Sem dúvida, das maiores drogas!

    Muitos beijinhos
    MUAH*
    Blog | Youtube | Facebook

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!
      Que bom que gostaste! Também gostei de o escrever ;)
      Bjinhos e obrigada!

      Eliminar
  2. É a droga das crianças e dos mais crescidos! E por falar em Iogurtes, às vezes calha a colocar o açúcar por cima porque se gosta do "crunch", não é? Eu pelo menos... Adoro! Mas já estou a abandonar esse hábito e passei a adoptar o mel. Adorei este conceito de mãe ecológica! Sou uma nova seguidora! Beijinho

    Miss DeBlogger

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá! Eu acho que é tudo uma questão de sabermos o que queremos e estarmos informadas. Desta forma fazemos o que é melhor para nós ;)
      Obrigada!!
      Bjinhos

      Eliminar
  3. Parabéns pelo artigo, aqui por casa também só usamos ágave e açucar de coco.
    Tenho na despensa um frasco de geleia de milho , mas ainda não usei , foi comprado quase num impulso e não reparei que não era geleia de arroz, não sei se será recomendado.
    Beijokas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Isabel! Espero que já tenha experimentado algumas das receitas que queria fazer!
      Eu uso da mesma maneira a geleia de arroz ou de milho. Já viu a receita do bolo de alfarroba e pêra? É com geleia de arroz e é tão bom!! Comia agora mesmo uma fatia ;)
      Bjinhos

      Eliminar
    2. Olá Marta.
      Assim que haja um pouquinho de tempo vou fazer o bolinho, depois logo lhe digo.
      Bj

      Eliminar
  4. Adorei o post e amei conhecer seu blog, muito lindo demais.
    Confesso que não vejo muita graça em acuçar refinado rsrs.
    Mas pra quem gosta é bom.
    Seguindo https://blogdajenny2014.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jenny!
      Fico super feliz pelas suas palavras ;) Obrigada!
      Bjinhos

      Eliminar
  5. Este post é excelente! De facto temos muito que mudar nas nossas rotinas alimentares, eu sempre tive o açúcar demasiado presente e é engraçado que o reduzir faz-nos mesmo ficar mais sensíveis. Pelo menos eu noto que reajo negativamente a certas comidas que antes comia com alguma regularidade.

    Yellow Rain

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Catarina! Acho que toda a nossa geração teve o açúcar demasiado disponível. Desde que comecei a utilizar alternativas, fiquei mesmo menos tolerante ao muito doce ;)
      Bjinhos

      Eliminar
  6. que post tão útil!!! gostei imenso, apesar de ainda não ter cortado (de todo) o açucar na minha vida já estou naquela fase que algumas coisas que antes comia normalmente me sabem demasiado doces
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ivânia!
      Fico super feliz de o post estar a ser útil para tanta gente e para ti também ;)
      Também senti muito o desabituar do tão doce na minha vida!
      Bjinhos

      Eliminar
  7. Que lufada de ar fresco, encontrar um blog tão informativo e bem escrito =) já estou a seguir!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Marta!
      Nem imagina como fico feliz ;) Ainda bem que está a gostar!!
      Obrigada.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Tenho exactamente o mesmo feeling sobre o açucar, hoje em dia até os ice teas fazem me confusão e só com muito gelo é que consigo beber.
    Nos ultimos anos tenho evitado açucar ao máximo, tento sempre perguntar me os ingredientes de x alimento e foi assim.que descobri que o.açucar está em.todo lado!! Passei a confecionar mais as minhas refeições e snacks para garantir que o consumo em menor quantidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É exactamente o que sinto e isso fez-me começar a fazer tudo o que posso em casa. Desta forma fica tudo mais apetitoso e muitíssimo mais saudável. Mesmo que tenha algum tipo de açúcar pelo menos é de melhor qualidade e sabemos a quantidade que tem!
      ;)

      Eliminar
  9. Olá, Marta,
    Aqui em casa também tentamos evitar o açúcar, sobretudo com os mais pequenos. Açúcar branco já não entra cá há algum tempo, mas ainda não consegui eliminar a 100% o amarelo ou o mascavado. Contudo, orgulho-me de que os meus filhos gostem de iogurtes naturais (feitos por nós a maior parte das vezes) e que "estranhem" e não gostem de gomas e de grande parte dos chocolates. Acho que não os devemos privar de tudo isso - para evitar que, mais tarde, caiam na tentação do lado exatamente oposto - mas educar-lhes o paladar é um objetivo constante. E o engraçado é ver que o mais velho já percebe. Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Sílvia!
      O Manel também não gosta de gomas nem rebuçados mas é muito guloso e adora chocolate. Em casa tento, de vez em quando, fazer-lhe a vontade e fazer-lhe umas papinhas ou panquecas de chocolate, mas uso ou cacau crú ou alfarroba. Ele adora!
      Fora de casa quando há doces deixo-o comer, pois também acho que não os devemos privar de tudo, pois pode ter o efeito oposto. Concordo plenamente contigo quanto ao educar o paladar, e acho que é desde pequenos. Por exemplo, o Manel come todo o tipo de legumes e frutas e se não há sopa um dia é um castigo... reclama logo!!
      Beijinhos e obrigada pelo comentário!

      Eliminar
  10. olá Marta! Eu uso rapadura para as visitas que querem pôr acuçar no café (eu nao ponho) e geleia de agave raw, a mais escura, que uso nas panquecas. Tâmaras como com nozes, tipo snack, fica excelente. Mas sabes o que mais gostei de tudo, tudo? O fantástico naperon rustico da foto, adorei mesmo! Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Paula!
      Eu ainda não deixei de pôr açúcar (rapadura) no café mas estou quase ;)
      AS tâmaras, as medjool, que são as que mais gosto também as como assim ao natural como snack. É engraçado ver as pessoas do meu trabalho com ar estranho quando as estou a comer ;)
      Ahhh.. o naperon!!! Foi feito pela minha avó e achei que ficava bem na foto ;)
      Bjinhos e até breve!

      Eliminar
  11. Marta, à medida que abro mais um artigo penso, ainda bem que acordei do pesadelo...
    Do pesadelo enquanto dormia e do pesadelo que me instituíram como consumidora.
    Agora vou começando a respirar...ainda é um longo caminho de aprendizagem e experiências mas estou a AMAR cada bocadinho...
    E a passar a mensagem às minhas princesas de 15 e 2 anos!!!
    Bjinhos e continua a tua FANTÁSTICA partilha!!!
    Bem-hajas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até fico sem palavras de tão feliz!! Ainda bem que acordaste do teu pesadelo e encontraste o meu blog... só pode querer dizer algo ;)
      Acho que temos essa obrigação enquanto mães.. a de passar os ensinamentos do que é correto, bom, saudável e maravilhoso bem como a mensagem do respeito que devem ter pelo próximo e pela natureza! Vale ouro nos nosso dias!
      Obrigada mais uma vez... bjinho grande e bons sonhos!!

      Eliminar
  12. Eu uso geleia de arroz, tâmaras, sumo de maçãs feito na hora, açúcar de cocô...

    Mas faz-me uma confusão tremenda como mãe e professora ter à porta das escolas quiosques onde as crianças às 8 da manhã compram sacos atulhados até não caber mais...e antes de entrar na primeira aula muitas vezes já está vazio, pois entre eles e colegas desaparecem todas as formas e figuras que destroem qualquer aula ou vontade de aprender...
    Fazer gomas em casa é tão fácil e natural...sumo de fruta e Agar-agar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo... é assustador eles comerem essas porcarias todas diariamente, como também acho terrível comerem todos os dias cereais e bolachas cheios de açúcar. Há alternativas e são boas, tanto no sabor como nutricionalmente... o que obviamente os faz mais felizes!
      Também fazemos gomas de agár-agár cá em casa. Se procurares por gelatina de maçã, aqui no blog, tenho uma receita!
      Obrigada mais uma vez!
      Bjinhos

      Eliminar

Subscrições

subscrições